A website número 1 no mundo em audição e perda auditiva
Desde 1999

13 de outubro de 2014

17% dos suecos sofrem de perda auditiva

Nos últimos 25 anos a proporção de pessoas com perda auditiva, na Suécia, tem aumentado 50%.

17% dos suecos sofrem de perda auditiva

Em menos de 25 anos o número de pessoas com problemas auditivos, na Suécia, tem aumentado significantemente, conforme o relatório anual de 2014 de uma organização sueca de deficiência auditiva, Hörselskadades Riksforbund, HRF (www.hrf.se). Atualmente, 1.340.000 suecos com a idade acima de 16 anos têm perda auditiva.  

O relatório da HRF conclui que no período de 1984 a1987, 11,3% da população sueca chegou a experimentar  problemas auditivos. No período de 2004 a 2007 esse número cresceu para 14,3%  e de 2008 a 2012 ocorreu outro aumento incluindo 17% de todos os suecos. Isso significa que, a proporção das pessoas com perda auditiva tem aumentado 50% em 25 anos.

Mais da metade representa a força de trabalho

De todos os deficientes auditivos  suecos, 54% são da idade de 16 a 64 anos, o que significa dizer que mais da metade dessas pessoas, com problemas auditivos, representam a força de trabalho da Suécia.

E isso faz com perda auditiva seja uma das deficiências mais comuns no local de trabalho. Segundo a HRF, experimentar problemas auditivos tem  sido algo comum para as pessoas de meia idade, e um entre cinco suecos com a idade 45 a 64 tem perda auditiva.

No grupo chamado “idosos jovens” (65 a 74 anos) mais de um entre quatro (28%) tem perda auditiva. E na faixa etária de 75 a 84, aproximadamente, quatro entre dez (39%) tem perda auditiva e os da idade 85 anos, ou seja, quase todos os demais (46%) sofrem de perda audtiva.
Segundo o  relatório da HRF, essa evolução de problemas auditivos pode ser explicada, particularmente, pelo fato de que o ambiente em que vivemos tem piorado no que diz respeito às condições de exposição a ruídos  e ao mesmo tempo a exigência por comunicação no nosso dia a dia  limita o espaço para que tem problema auditivo.

Mais homens do que mulher

O relatório anual conclui que os homens são mais propensos a sofrerem de perda auditiva que as mulheres. Todos os suecos com deficiência auditiva, (54%) são homens, enquanto que(46%) são mulheres. A razão principal para isso, segundo o HRF é que os homens, normalmente, se expõem  mais a ruídos no ambiente de trabalho e no tempo livre que as mulheres.

Mais deiciência auditiva no futuro

O fato de muitas pessoas idosas, atualmente na Suécia, terem  problemas auditivos mostra que no futuro essa enfermidade aumentará, ainda mais, entre àquela população .

Fonte: Myternas Marknad. Svensk hörselvård – från behov til business. Hörselskadades Riksforbund (HRF). Årsrapport 2014.www.hrf.se

Por favor use nossos artigos

Você será sempre bem vindo para indicar ou usar nossos artigos. A única restrição é que você forneça um link direto para o artigo específico que usar na página que nos citou/indicou.

Você não poderá, Infelizmente, usar nossas fotos, uma vez que nós não temos copyright delas, mas temos o direito de usá-las em nossa website