A website número 1 no mundo em audição e perda auditiva
Desde 1999

17 de fevereiro de 2016

40 milhões de europeus serão mais saudáveis e inteligentes

A assistência auditiva profissional poderá tornar 40 milhões de europeus mais saudáveis e inteligentes, e ao mesmo tempo, isso representa um custo-benefício. No dia primeiro de março será realizado um seminário no Parlamento Europeu, o qual apresentará os benefícios de uma assistência auditiva profissional.

 40 milhões de europeus serão mais saudáveis e inteligentes

Os benefícios de saúde da assistência auditiva profissional e os custos de perda auditiva não tratada serão apresentados e discutidos no seminário no dia primeiro de março, no Parlamento Europeu, em Bruxelas. O título do seminário será “Conscientização auditiva torna você mais saudável e inteligente”. O seminário ocorrerá por ocasião do Dia Mundial do Cuidado Auditivo, da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Um entre dez pessoas não trata da saúde auditiva

Aproximadamente 16 a 17% de todos os adultos têm perda auditiva, fato comprovado ao serem submetidos a um teste auditivo. Infelizmente, apenas um entre três europeus trata de sua perda auditiva com profissional da área de saúde auditiva. E isso significa dizer que, apenas 10% de todos os adultos europeus vivem com perda auditiva sem ser tratada.  

Os benefícios da assistência auditiva profissional

Vários estudos científicos, recentemente, têm revelado que a assistência auditiva profissional torna as pessoas, com perda auditiva, mais saudáveis do que as que negligenciam a um tratamento auditivo. Os estudos comprovaram também que se a pessoa não tratar de sua perda auditiva, ela terá um grande risco de redução cognitiva e demência. Além disso, os estudos provaram que a pessoa poderá ter um aumento de risco  de ter depressão, psicose, e até morte prematura, caso deixe de tratar a perda auditiva.   

Já o lado positivo que os estudos e pesquisas revelaram é que aqueles que se submetem à uma assistência auditiva profissional não experimentam a mesma redução cognitiva, que os demais, vivem mais e têm um aumento de qualidade de vida. Eles são também menos depressivos, menos exaustos e tendem a dormir melhor.

Outros estudos e pesquisas, na Europa e nos Estados Unidos, revelaram que as pessoas com perda auditiva que se submetem a uma assistência auditiva profissional têm rendimentos mais elevados e são menos propensas a ficarem desempregadas, ou a optar por uma aposentadoria antecipada, comparadas às que não tratam da perda auditiva.

Anfitriões e  palestrantes

O seminário que é aberto ao público e  está sendo realizado pela MEP Helga Steven (Bélgica) e MEP  Ádam Kósà (Hungria). 

Os palestrantes serão:

A Dra. Shelly Chadha, palestrante oficial de audição da  Organização Mundial da Saúde (OMS)Lazlo Gabor Lovászy,  do Comitê da Nacões Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (CRPD) The United Nations Committee on the Rights of Persons with Disabilities  with Disabilities,
A Professora Hélène Amieva, da universidade de Bordeaux, na França, 
Université Victor Segalen Bordeaux.
Paul Breckell  de um movimento sobre perda auditiva, no Reino Unido ( Reino Unido), Action on Hearing Loss (UK)
Sue Archbold, da fundação auditiva, Ear Foundation
Lidia Smolarek-Best da EFHOH 
Mark Lauryens da AEA.

O seminário está sendo organizado pela federação européia de pessoas com deficiência auditiva, European Federation of the Hard of Hearing (EFHOH); pela associação européia de profissionais de aparelhos auditivos, Association of the European Hearing Aid Professionals (AEA); pela Hear-it AISBL; e pela associação de produtores de instrumentos auditivos, European Hearing Instruments Manufacturers Association (EHIMA). 

Vantagens

“A assistência auditiva profissional representa muito, tanto para o indivíduo, como para a sociedade”, afirma o president da EFHOH, Marcel Bobeldijk.

“As vantagens pessoais da assistência auditiva profissional para pessoas com problemas auditivos são evidentes, e ao mesmo tempo a assistência auditiva representa um custo-benefício para a sociedade. Os custos economizados pela sociedade em outros tipos de assistência de saúde, com taxas reduzidas, pensões e outras despesas sociais, são muitos, comparados aos custos de cuidar de mais pessoas com uma  assistência auditiva profissional”, afirmou  o president da AEA, Mark Laureyns.

Por favor use nossos artigos

Você será sempre bem vindo para indicar ou usar nossos artigos. A única restrição é que você forneça um link direto para o artigo específico que usar na página que nos citou/indicou.

Você não poderá, Infelizmente, usar nossas fotos, uma vez que nós não temos copyright delas, mas temos o direito de usá-las em nossa website