A website número 1 no mundo em audição e perda auditiva
Desde 1999

13 de setembro de 2011

Alarmes de fumaça para surdos e deficientes auditivos

A cada ano alarmes de fumaça têm salvado vidas e são considerados um excelente investimento, apesar deles não serem eficazes para pessoas com problemas auditivos, pois para elas até o simples toque de um alarme é difícil de ser identificado. É por isso que alarmes voltados ,especialmente para deficientes auditivos, têm sido desenvolvidos.

Alarmes de fumaça para surdos e deficientes auditivos

Há muitas opções diferentes de alarme, por exemplo, alarmes que emitem luz forte acompanhados de vibrações, os quais podem ser usados dentro do travesseiro, há também alarmes que emitem baixas frequências de som tipo 520 Hz, diferente da frequência de alarmes normais que é de 3000-4000 Hz.

Qual a eficácia desses alarmes?

Um estudo publicado, em 2009, na Revista Ear and Hearing (Ouvido e Audição) mostrou que alguns alarmes voltados para pessoas com problemas auditivos são mais efetivos que outros.

Segundo essa pesquisa os alarmes que emitem luz forte não são particularmente tão eficientes quantos os que vibram e que são usados debaixo do travesseiro, os quais são voltados para pessoas com problema de perda auditiva severa e total. Contudo, para pessoas com problema auditivo suave e médio os alarmes com baixa frequência de som são mais efetivos. E segundo estudo feito a probabilidade dessas pessoas serem despertadas com alarme de baixa frequência é sete vêzes maior que os alarmes de fumaça normal.

Um novo tipo de alarme

Um grupo de pesquisadores do Department of Medicine at Shiga University (Departamento de Medicina da Universidade de Shiga) tem desenvolvido um alarme de fumaça à partir do uso de odores. Essa inovação conta com a utilização de aromas, o que siginifica dizer que, quando o alarme é ativado logo é emitido um forte e penetrante cheiro de uma erva japonesa.

Diferentes tipos de aromas foram testados, contudo, o “wasabi” (tipo de erva japonesa) provou ser o mais eficiente para despertar as pessoas. O alarme foi testado com 14 pessoas que estavam dormindo, dentre as quais, uma era surda. As 13 pessoas com audição normal despertaram depois de dois minutos da essência ser ativada no quarto, enquanto que para àquela acometida de surdez, levou apenas 10 segundos.

Fonte: www.hearinglossweb.com e www.dbi-net.dk

Por favor use nossos artigos

Você será sempre bem vindo para indicar ou usar nossos artigos. A única restrição é que você forneça um link direto para o artigo específico que usar na página que nos citou/indicou.

Você não poderá, Infelizmente, usar nossas fotos, uma vez que nós não temos copyright delas, mas temos o direito de usá-las em nossa website