A website número 1 no mundo em audição e perda auditiva
Desde 1999

05 de abril de 2016

Como usamos a influência de tinnitus no nosso cérebro

Pessoas que sentem menos incômodo, com os sintomas de tinnitus, usam diferentes regiões do cérebro quando uma informação emocional é processada.

Como usamos a influência de tinnitus no nosso cérebro

Enquanto alguns pacientes se adaptam com tinnitus, muitos outros são forçados a limitar suas atividades diárias como resultado direto dos sintomas causados pelo tinnitus. Um estudo publicado pela revista PLOS ONE revelou que pessoas que sentem menos incômodo com tinnitus usam diferentes regiões do cérebro quando processam informação pessoal, comparado com outras  pessoas que estão constantemente lutando com tiniitus no dia a dia.

O estudo também revelou que atividade física pode influenciar o processo emocional e ajudar a melhorar a qualidade de vida para àqueles que sentem-se incomodados com tinnitus.

Estímulo do lobo frontal

Pesquisadores de uma universiade nos Estados Unidos, University of Illinois at Urbana-Champaign revelaram que pacientes que têm se adaptado com os sintomas de tinnitus, têm por esse motivo experimentado menos difculdade com tinnitus ao usarem mais o estímulo do lobo frontal. O aumento do estímulo do lobo frontal pode ajudar a controlar respostas emocionais e reduzir dificuldades relacionadas ao tinnitus.

“Nós estamos tentando entender como o cérebro se adapta ao ter tinnitus durante um longo tempo“, afirmou a cientista e professora de Linguagem e Audição, Fatima Husain, envolvida na pesquisa da Universidade de Illinois.

Sobre o estudo

Num total, 32 indivíduos com níveis variados de tinnitus severo participa,ram do estudo, os quais se submeteram a uma ressonância magnética functional. Esse método permitiu aos pesquisadores a verem as mudanças no nível do oxigênio do sangue, no cérebro, durante uma atividade. E enquanto era realizado um scanner da imagem de ressonância magnética functional, temas foram ouvidos com a finalidade de serem classificados como sons agradáveis, neutros ou desagradáveis feitos por uma database, International Affective Digital Sounds.

A esquipe da Husain também mediu a severidade de tinnitus, ou dificuldades com tinnitus com várias pesquisas e avaliações feitas através de questionários sobre audição, cuidados, emoção e sono.

Fonte:www.sciencedaily.com

Por favor use nossos artigos

Você será sempre bem vindo para indicar ou usar nossos artigos. A única restrição é que você forneça um link direto para o artigo específico que usar na página que nos citou/indicou.

Você não poderá, Infelizmente, usar nossas fotos, uma vez que nós não temos copyright delas, mas temos o direito de usá-las em nossa website