A website número 1 no mundo em audição e perda auditiva
Desde 1999

22 de julho de 2016

Decibéis perigosos nas academias podem provocar perda auditiva

O som de atividades nas academias, com frequência, atinge níveis perigosos de ruídos em qualquer lugar, chegando a cifra de 100 a 115 dB (decibéis). E as aulas de spinning são as mais prejudiciais. Estudos revelam que os praticantes, dentre eles, os instrutores são os que correm maior risco de terem a saúde auditiva prejudicada.

Decibéis perigosos nas academias podem provocar perda auditiva

Com a crescente popularidade de programas nas academias de fitness como spinning, Zumba e, o ruidoso Body Pump e música eletrizante andam “lado a lado” com aumento da pressão arterial.

A música é um grande motivador, quando se faz exercício físico, mas exposições prolongadas a som alto pode também prejudicar a audição, levando a perda auditiva induzida por ruídos.

Fitness center falha em relação ao cumprimento das diretrizes industriais

As emissoras de televisão americana PIX11 e Tribune Broadcasting realizaram  testes simulando  níveis de ruídos em quarto stúdios nos Estados Unidos e os resultados foram de som de campainha. Todos os quatro estudos tocaram aproximadamente 100 decibéis  (dB), ou mais, e durante os treinos todos os stúdios  elevaram o nível de decibéis (dB) para 115, excedendo o conhecido nível de segurança do grupo de indústria de fitness  e OSHA,   the Occupational Safety and Health Administration..

Esses resultados confirmaram pesquisas anteriores de uma universidade na Virgínia, Estados Unidos, George Mason University in Virginia que mostraram que níveis de ruídos durante aulas de spinning, em certas academias, nos Estados Unidos  atingem, com frequência, 100 a 110  decibéis (dB), os quais são de 30 a 40 decibéis mais elevado do que o nível máximo recomendado.

Instrutores correm mais risco

Os níveis altos de ruídos estão levando os participantes de treino nas academias  a sofrerem sérios riscos de  prejuízos auditivos, mas são os instrutores, os quais usam maior parte do tempo de trabalho sob som alto, que são mais prejudicados.

“Há uma piada que diz que todos nós seremos surdos com a idade 35 anos”, afirmou Teri Bothwell anteriormente num artigo do jornal Washington Post. Ele é diretor do grupo de fitness de esporte e saúde, Sport & Health (uma rede de fitness center na Virgínia, Estados Unidos).

Uma hora de exposição não deixa nem o  participante ou instrutor com perda auditiva, mas exposição prolongada e constante a decibéis acima de 90 (dB) pode causar perda auditiva permanente devido dano que ocorre na célula ciliada no ouvido interno.

“Sendo assim, vemos que expor-se a  ruídos de 99 decibéis (dB), ou acima disso por mais de uma hora, de modo geral, representa  um risco grande de perda auditiva. E uma vez que isso ocorre, não há como recuperar,” afirma Dra. Leslie Stengert, professora da universidade de Indiana, Estados Unidos, Indiana University in Pittsburgh, e participante da escola de medicina esportiva, American College of Sports Medicine.

Fontes:www.pix11.com,www.healthyhearing.com ewww.washingtonpost.com

 

Por favor use nossos artigos

Você será sempre bem vindo para indicar ou usar nossos artigos. A única restrição é que você forneça um link direto para o artigo específico que usar na página que nos citou/indicou.

Você não poderá, Infelizmente, usar nossas fotos, uma vez que nós não temos copyright delas, mas temos o direito de usá-las em nossa website