A website número 1 no mundo em audição e perda auditiva
Desde 1999

23 de setembro de 2014

Descoberto o mecanismo de perda auditiva provocado por ruídos

Um grupo de pesquisadores dos Estados Unidos tem descoberto o segredo de como a exposição a ruídos causa danos aos nossos ouvidos.

Descoberto o mecanismo de perda auditiva provocado por ruídos

Ruídos altos podem causar prejuízos permanentes à nossa audição , sem apresentar nenhum sintoma , fora os ocasionais zumbidos nos ouvidos. Uma pesquisa voltada para perda auditiva, feita recentemente, encontrou uma correlação entre perda auditiva e perda da célula ciliada no ouvido interno. Durante décadas as células ciliadas têm sido consideradas como elementos mais vulneráveis do ouvido.

No entanto, a pesquisa tem analisado o mecanismo que está  por trás da perda auditiva induzida por ruídos e descobriu que as fibras do nervo, no ouvido interno, são  ainda mais propensas a serem prejudicadas. Os pesquisadores esperam usar esse conhecimento para explorar terapias potenciais que possam  reestabelecer a conexão de danos relacionados entre os nervos e células ciliadas.

Células ciliadas e sinapses 

Um grupo de pesquisadores de uma universidade de medicina, nos Estados Unidos, Harvard Medical School  tem  investigado sobre perda auditiva induzida por ruídos em três mamíferos: rato,  cobaia e chinchillas. 

Lançando um olhar mais direcionado para a célula ciliada, pode-se observar que ela está conectada com o nervo coclear terminal com suas sinapses, conhecidas também como junção neuromuscular ou mioneural. Uma célula ciliada normal tem cerca de 20 sinapses, ou seja, 20 conexões de nervo coclear.

Usando um microscópio confocal os pesquisadores descobriram células não ciliadas na exposiçäo de ruídos,  mas uma perda significativa de sinapses, como parte dos neurônios.

“Cada perda de sinapse significa uma desconexão do nervo fibroso coclear causado portanto uma retração, o que  significa dizer que, não há mais uma reação ao som,” explica Charles Liberman, pesquisador- líder e Professor de Ontologia e Laringologia da Universidade de Medicina de Harvard, Otology and Laryngology at Harvard Medical School. 

Orientações inadequadas

Os resultados sugerem que cada vez que vamos a concertos ou usamos ferramentas de trabalho ruidosas sem protetor auditivo, nós chegamos a perder sinapses ou  conecções da cóclea nervosa, aumentando, portanto, o nível de perda auditiva.

Segundo os pesquisadores,  as orientações recentes voltadas para exposição de ruídos não são adequadas, na medida em que são baseadas no pressuposto de que exposição a ruídos causa apenas uma elevação transitória limiar. 

Os pesquisadores esperam que no futuro os danos causados nas sinopses possam ser reversíveis, levando a uma cura significativa de perda auditiva induzida por ruídos.

O estudo foi realizado por pesquisadores da Universidade de Medicina de Havard , nos Estados Unidos, Massachusetts Eye and Ear Infirmary's (MEEI) Eaton Peabody Laboratory at Harvard Medical School.

Fonte:www.medicalxpress.com 

Por favor use nossos artigos

Você será sempre bem vindo para indicar ou usar nossos artigos. A única restrição é que você forneça um link direto para o artigo específico que usar na página que nos citou/indicou.

Você não poderá, Infelizmente, usar nossas fotos, uma vez que nós não temos copyright delas, mas temos o direito de usá-las em nossa website