A website número 1 no mundo em audição e perda auditiva
Desde 1999

15 de agosto de 2017

Estudos sobre comunicação médico paciente negligencia importância de deficiência auditiva

Estudos científicos sobre a comunicação entre médicos e pacientes negligenciam completamente deficiência auditiva. Isso foi comprovado em uma análise científica de literatura sobre o assunto.

Estudos sobre comunicação médico paciente negligencia importância de deficiência auditiva

A comunicação entre médico e paciente é muito importante, sobretudo, quando se trata de pacientes com deficiência auditiva. No entanto, a maioria dos estudos sobre comunicação entre médicos e adultos  não menciona que deficiência auditiva pode afetar a comunicação entre médico e paciente. Estes são os resultados de análises feitas à partir de literatura médica sobre a comunicação entre médico e paciente.

Para pesquisar, a equipe analisou a literatura médica publicada acerca da comunicação médico paciente, selecionando estudos pesquisados que envolviam pacientes com a idade de 60 anos, e acima disso.

Dos 67 documentos da pesqusa, apenas 16, menos que um entre quatro, fazia alguma referência acerca de deficiência auditiva. Em quatro casos as pessoas com deficiência auditiva foram, na verdade, excluídas do estudo. Três dos estudos relataram uma associação entre deficiência auditiva e qualidade de atendimento médico.

Um estudo examinou assistência auditiva

Apenas um, dentre os estudos analisados, os pesquisadores ofereceram  àqueles que tinham assistência médica algum tipo de assistência auditiva para detectar se isso aprimoraria a compreensão dos pacientes.

A análise foi realizada por Joshua Chodosh, MD, MSHS da universidade de medicina, em Nova Iorque, New York University School of Medicine e Jan Blustein, MD, PhD , também da universidade de Nova Iorque, New York University's Wagner School of Public Service.

Pacientes lutam para ouvir

“Deficiência auditiva tem sido negligenciada por um longo tempo na comunidade médica, afirma Dr. Joshua Chodosh. “Como geriatra eu tenho visto enquanto olho para os pacientes que muitos deles lutam para ouvir”. Isso não me assegura que eles estão obtendo o que necessitam.”

Os resultados sugerem que pesquisa sobre comunicação entre profissionais de saúde e adultos tem sido consideravelmente subestimada, no que diz respeito a importância e influências sanáveis na qualidade de comunicação.

Um assunto apropriado para pesquisa

Os pacientes são frequentemente adultos, os quais consideram deficiência auditiva como um assunto do cotidiano. Isso é também um assunto próprio para ser pesquisado: o que devemos fazer para melhorar a audição e compreensão dos pacientes de modo que eles  tenham uma melhor qualidade de atendimento?”, afirma Dr. Jan Blustein.

A pesquisa “Studies of Physician-Patient Communication with Older Patients: How Often is Hearing Loss Considered? A Systematic Literature Review” foi publicada na revista the Journal of the American Geriatrics Society in 2017.

Fonte:www.medicalexpress.com

Por favor use nossos artigos

Você será sempre bem vindo para indicar ou usar nossos artigos. A única restrição é que você forneça um link direto para o artigo específico que usar na página que nos citou/indicou.

Você não poderá, Infelizmente, usar nossas fotos, uma vez que nós não temos copyright delas, mas temos o direito de usá-las em nossa website