A website número 1 no mundo em audição e perda auditiva
Desde 1999

03 de setembro de 2012

MP3 -O vilão da saúde auditiva

O uso de MP3, no volume alto, pode provocar perda auditiva em adolescentes, segundo estudo conduzido pela Universidade de Tel Aviv.

MP3 -O vilão da saúde auditiva

Um entre quatro adolescentes encontra-se sob risco de sofrer perda auditiva precoce, e isso se deve ao uso inadequado de MP3, afirma os pequisadores da Universidade de Tel Aviv.

O resultado da pesquisa que foi publicada pela Revista Internacional de Audiologia (International Journal of Audiology) mostra claramente que  usuários adolescentes de iPods, Smartphones e outros tipos  de aparelho de MP3 podem ter a audição prejudicada, na tenra idade.

“Daqui a 20, 30 anos será tarde demais para perceber que uma geração inteira de adolescentes sofre de perda auditiva precoce”, afirma a Professora  Chava Muchnik  da Faculdade de Medicina de Sackler  e Medical Center Sheba (Sackler Faculty of Medicine the Sheba Medical Center).

Perda auditiva aos 30 anos

Adolescentes que usam MP3 constantemente, em volume alto, podem experimentar  perda auditiva de um modo lento e progressivo. E eles só perceberão isso após muitos anos quando  atingirem a idade de 30 a 40 anos, o que é muito cedo se comparado com as gerações anteriores. Vale salientar que a essa altura o problema auditivo se agravou de tal forma que   é considerado irreversível, afirma a Professora Muchnik. 

Sobre a pesquisa

Na primeira parte da pesquisa, os 289 participantes que contavam com a idade de 13 a 17 anos foram convocados a responder perguntas relacionadas a hábito pessoal do uso de aparelho de som. Foram lançadas também perguntas sobre volume e duração de tempo usados por eles.

Já na segundo momento do estudo, os pesquisadores utilizaram as respostas fornecidas na primeira parte da pesquisa e fizeram testes com 74  participantes utilizando o nível de volume e duração  de tempo ambientes silenciosos e ruidosos.

A medida do nível de som foi  utilizado para calcular os riscos de danos auditivos que têm como base critérios estabelecidos por organizações industriais de setor da saúde e regulamentos de segurança.

Segundo a  Prof. Muchnik o resultado é preocupante, uma vez que 80% dos adolescentes  usam aparelhos de som regularmente , 21% ouvem de uma a quatro horas diariamente e 8% mais do que quatro horas consecutivas.

O resultado da pesquisa mostra que um quarto dos participantes entervistados está sob sério risco de perda auditiva.

Necessidade de critério

Regulamentos  voltados para saúde e segurança industrial  são  atualmente os únicos que têm parâmetros para calcular os prejuízos causados por exposição de volume alto. Contudo, segundo o professor Muchnik há uma grande necessidade de se colocar critérios relacionados ao nível de som permitido, uma vez  que o nível alto de som  pode causar risco à saúde auditiva.

Ela deseja que os fabricantes  venham a incorporar o padrão estabelecido pela Europa em seus produtos, os quais contam com o limite de de 100 dB (decibéis) em seus aparelhos de MP3. No momento há aparelhos que têm o volume de até 129 dB (decibéis).

Fontes: www.sciencedaily.com  ewww2.tau.ac.il

 

Por favor use nossos artigos

Você será sempre bem vindo para indicar ou usar nossos artigos. A única restrição é que você forneça um link direto para o artigo específico que usar na página que nos citou/indicou.

Você não poderá, Infelizmente, usar nossas fotos, uma vez que nós não temos copyright delas, mas temos o direito de usá-las em nossa website