A website número 1 no mundo em audição e perda auditiva
Desde 1999

Múltiplas consequências de perda auditiva

Perda auditiva afeta a vida de várias maneiras e se não for tratada poderá causar efeitos negativos na saúde física e mental da vítima, como por exemplo cansaço, tensão muscular, dor de cabeça, sentimento de solidão, angústia ou tristeza.

Pesquisas apontam que o encolhimento do cérebro e a baixa produção do nível de trabalho pode estar relacionados a perda auditiva. Outras pesquisas têm mostrado que perda auditiva pode levar ao isolamento social e depressão, os quais representam uma ameaça de bem estar para a vítima. Sendo assim o estudo sugere que perda auditiva entre outros problemas afetam a personalidade tornando a pessoa introvertida. Em contra partida, uma pesquisa islandêsa revelou que as pessoas que usam aparelho auditivo vivem mais.

Redução do cérebro

Com a idade nosso cérebro torna-se menor, no entanto esse atrofiamento parece ficar  acelerado nas pessoas adultas com perda auditiva não tratada. Conforme um estudo realizado nos Estados Unidos, àqueles que têm deficiência auditiva  perde um adicional de um centímetro cúbico de tecido cerebral a cada ano, comparado com àqueles com audição normal.

As estruturas  que são responsáveis por sons e fala que afetam pessoas com perda auditiva nao constitui uma surpresa para os pesquisadores. O atrofiamento nessas áreas deve ser simplesmente uma consequência  do “empobrecimento”  do córtex cerebral auditivo, o qual pode se tornar menor devido a falta de estimulação.

Redução no trabalho

Uma  grande pesquisa feita entre trabalhadores dinamarqueses com problemas auditivos mostrou que a perda auditiva no ambiente de trabalho pode levar a problemas físicos e psicológicos quando o aparelho auditivo nao é usado. 

Os trabalhadores com problemas de audição que não usam seus instrumentos auditivos, no ambiente de trabalho, apresentam-se no final do expediente muito cansados mentalmente e fisicamente, comparado com àqueles que usam aparelho auditivo.

Segundo a pesquisa, há custos sociais e perdas na produtividade relacionados com a redução auditiva na mercado de trabalho. 

Enfraquecimento da sáude física e mental

Foi descoberto a correlação entre perda auditiva não tratada e enfraquecimento físico e mental nos adultos. Os adultos que não tratam de seus problemas auditivos estão mais   propensos a se hospitalizarem e sofrerem de períodos de ociosidade e depressão, conforme os resultados da pesquisa realizada pelo instituto de pesquisa nos Estados Unidos  Johns Hopkins.

Os pesquisadores  sugerem que a queda física e mental entre os adultos  com perda auditiva pode estar relacionada com isolamento social, o que pode  frequentemente  ocorrer , com o passar do tempo, por conta de  uma perda auditiva não tratada.

Perda auditiva afeta a personalidade de idosos

Perda auditiva tem  um grande impacto na personalidade e vida social do idoso, é comumente conhecido que pessoas se tornam menos extrovertidas com a idade. Essa mudança de personalidade foi descoberta como algo que aumenta entre as pessoas com perda auditiva.

Os pesquisadores sugerem que a correlação entre perda auditiva e  isolamento social  constituiem uma ameaça para o bem estar dos adultos.

Longevidade com o uso de aparelho auditivo

Os homens idosos que têm problemas auditivos correm um grande risco de morrer de causas cardiovasculares num prazo de cinco anos comparado com os homens sem problemas auditivos, segundo um estudo  islandês. No entanto, o uso de aparelho auditivo pode reduzir significantemente o risco de mortalidade, equilibrar a taxa de mortalidade das pessoas com problemas auditivo, nivelando-as às pessoas com  audiçao normal.

Por favor use nossos artigos

Você será sempre bem vindo para indicar ou usar nossos artigos. A única restrição é que você forneça um link direto para o artigo específico que usar na página que nos citou/indicou.

Você não poderá, Infelizmente, usar nossas fotos, uma vez que nós não temos copyright delas, mas temos o direito de usá-las em nossa website