A website número 1 no mundo em audição e perda auditiva
Desde 1999

15 de janeiro de 2014

Perda auditiva induzida por ruído pode ser revertida

A regeneração das células nervosas e ciliadas podem reduzir perda auditiva induzida por ruído se o tratamento for iniciado imediatamente, conforme os pesquisadores.

Perda auditiva induzida por ruído pode ser revertida

A exposição a ruídos altos e bombardeios podem prejudicar a cóclea e resultar em perda auditiva induzida por ruídos. Estudos recentes indicam que a perda auditiva induzida por ruídos podem ser irreversíveis se a estrutura extremamente delicada da cóclea tiver sido prejudicada.
Contudo, células nervosas e ciliadas  danificadas por exemplo por ruídos e bombardeios podem ser reversíveis, o estudo feito pelos pesquisadores da universidade de medicina Stanford University of Medicine.

As conclusões dos estudos poderão levar, no futuro, ao desenvolvimento de medicamentos e técnicas cirúrgicas que poderão reduzir  quaisquer danos permanentes das células cocleares, caso o tratmaento  seja iniciado imediatamente após a explosão.

Boas notícias para soldados e civis

A perda auditiva é algo  predominante nos veteranos e civis, em áres de guerras, uma vez que eles estão constantemente expostos a muitos ruídos e pressões de bombardeios. Mais de 60% dos veteranos feridos  têm problemas sérios de audição, tais como danos no tímpano, tinnitus e perda auditiva. Os civis também sofrem com frequência longo período de perda auditiva após sobreviverem a bombardeios devastadores.

O resultado do estudo deverá ter um significado especial, tanto para militares como para civis, em áreas de guerra.

Restauração das células perdidas

Com uma medicação correta após a exposição de bombardeio, o dano auditivo pode ser limitado e a perda auditiva reduzida.

As conclusões do estudo assinalam portanto um significante  progresso relacionado ao tratamento de perda auditva. Os pesquisadores esperam atingir essa meta e iniciar experiências com as pessoas num período de 10 anos. Contudo, para atingir essa meta será necessário vencer o desafio de restaurar célula ciliada e célula nervosa na cóclea. Conforme os pesquisadores, há um trabalho significante sendo feito em relação a esse desafio.

A pesquisa foi publicada na revista científica “Plos One” por John Oghalai e sua esquipe de pesquisadores da Universidade de Medicina de Standford  (Stanford University School of Medicine.)

Fonte: www.stanforddaily.com

 

Por favor use nossos artigos

Você será sempre bem vindo para indicar ou usar nossos artigos. A única restrição é que você forneça um link direto para o artigo específico que usar na página que nos citou/indicou.

Você não poderá, Infelizmente, usar nossas fotos, uma vez que nós não temos copyright delas, mas temos o direito de usá-las em nossa website