A website número 1 no mundo em audição e perda auditiva
Desde 1999

14 de junho de 2016

Peso infantil está relacionado à problemas auditivos e visuais

Recém nascidos abaixo e acima do peso e o aumento de deficiência infantil podem estar relacionados à problemas visuais e auditivos na meia idade.

Peso infantil está relacionado à problemas auditivos e visuais

O estudo foi viabilizado por Manchester Biomedical Research Centre e realizado por pesquisadores de uma universidade no Reino Unido, The University of Manchester associou tanto as crianças recém nascidas abaixo do peso como as  acima do peso, considerando-as com a audição, visão e cognição mais debilitadas na idade meia idade. 

O estudo revelou que bebês muito pequenos e muito grandes têm audição, visão e função cognitiva mais debilitadas. A acentuada queda de peso dos bebês grandes, de 10 a 90 porcento faz com que eles tenham melhor audição visão e cognição na fase adulta.

Problemas desenvolvem-se precocemente

Os resultados do estudo sugerem que problemas relacionados a audição, visão e cognição debilitadas, na meia idade, podem começar a desenvolver-se cedo.

“Enquanto intervenções na fase adulta devem ter somente pequenos efeito, ao concentrr-se em fazer pequenos improvisões relacionadas ao tamanho do infante, e o desenvolvimento da criança pode ter um maior  impacto no número de pessoas com deficiência auditiva, visual e cogntiva, declara Dr. Piers Dawes, responsável pela pesquisa e professor em audiologia da universidade em Manchester, University of Manchester’s School of Psychological Sciences.

O estudo sugere que desnutrição pode impactar no desenvolvimento da mente e sistema sensorial.  E o aumento de hormônios e mudanças no regulamento da genética podem afetar nas experiências, cedo na vida, e impactar o desenvolvimento do neurossensorial.

Sobre o estudo

O estudo foi baseado em dados do banco de recursos biológicos do Reino Unido, UK Biobank com a participação de quatrocentos e trinta e três mil e trezentos e noventa adultos  com a idade entre 40 e 69 anos, em todo o Reino Unido. Os pesquisadores usaram técnicas estatísticas para corrigir outras fontes de deficiência, como tabagismo, carência econômica e outras condições de saúde existentes. 

O estudo foi publicado pela revista PLOS One.   

Fonte:www.medicalxpress.com

Por favor use nossos artigos

Você será sempre bem vindo para indicar ou usar nossos artigos. A única restrição é que você forneça um link direto para o artigo específico que usar na página que nos citou/indicou.

Você não poderá, Infelizmente, usar nossas fotos, uma vez que nós não temos copyright delas, mas temos o direito de usá-las em nossa website