A website número 1 no mundo em audição e perda auditiva
Desde 1999

29 de junho de 2015

Programa de estudo de base aprimora a audição de músicos

Um estudo, de longo prazo, analisou o som dinâmico em salas de concertos, utilizando uma orquestra sinfônica australiana como exemplo para um programa de proteção à audição. O programa pode ajudar profissionais e músicos amadores no sentido de proteger a audição.

Programa de estudo de base aprimora a audição de músicos

Esse programa acompanhou os músicos da orquestra Queensland Symphony Orchestra durante nove anos, na Austrália.

“Perda auditiva entre músicos de orquestra é comum”, afirmou o líder da pesquisa, Ian O’Brien from da universidade de Sydney, na Austrália,  School of Medical Sciences at University of Sydney in Australia. O objetivo da pesquisa era, portanto, encontrar meios de reduzir a exposição de sons, nos músicos, sem afetar sua música.

Treinar é fundamental

A conscientização de perda auditiva, educação, como evitar e tratá-la foram os fatores chaves no programa de proteção.

Os músicos que não tiveram tempo para desenvolver habilidades necessárias de adaptação à nova experiência de tocar com protetor auditivo, inevitavelmente, rejeitaram seus instrumentos”, afirma O´Brien.

Ao serem  treinados os músicos pudueram administrar os riscos e limite de exposição a altos ruídos.

Proteção à audição em orquestra sinfônica 

Os pesquisadores começaram a monitorar a exposição de ruídos coletando dados e mapeando-os nove anos antes. Eles investigaram como a orquestra se posicionava e fizeram experiências com telas acústicas e rotação de lugares dos músicos. Os pesquisadores  forneceram também  aos músicos protetor auditivo com design especial.

As iniciativas do programa foram avaliadas pelos músicos e representantes de orquestras, cuja “comissão de ruído” avaliou quais as mudanças afetadas no desempenho musical.

Após avaliar o programa de pesquisa de base, a orquestra implementou várias iniciativas, como telas de absorção e painéis difusivos móveis para protegerem os espaços com acústica inadequada.

O estudo foi publicado  por  Annals of Occupational Hygiene.

Fonte:www.kfgo.com  

Por favor use nossos artigos

Você será sempre bem vindo para indicar ou usar nossos artigos. A única restrição é que você forneça um link direto para o artigo específico que usar na página que nos citou/indicou.

Você não poderá, Infelizmente, usar nossas fotos, uma vez que nós não temos copyright delas, mas temos o direito de usá-las em nossa website