A website número 1 no mundo em audição e perda auditiva
Desde 1999

01 de outubro de 2014

Secadores de cabelo, cornetas e fogos podem causar perda auditiva

Som alto e ruídos em ambientes de trabalho podem causar perda auditiva induzida por ruídos, mas essa enfermidade pode também ser provocada por fontes não comuns, como secador de mão, fogos de artifícios e intrumentos musical, como corneta.

Os ruídos ao nosso redor podem causar perda auditiva e alguns casos  mais comuns ocorrem com pessoas que trabalham em ambientes com alto nível de ruídos ou que escutam música em alto volume através de headphones ou em concertos. Mas perda auditiva induzida por ruídos pode também ocorrer através de outras fontes não comuns.

Secadores de mão podem ser prejudicial

Os secadores de mão encontrados em banheiros públicos e em muitos ambientes de trabalho não são reconhecidos como algo prejudicial. Mesmo os aparelhos atuais que são mais silenciosos e os mais modernos podem levar a perda auditiva, segundo estudo realizado na universidade de Londres.

Com o nível de ruído chegando até 90 decibéis (dB), a exposição de secadores de mão  pode levar a perda auditiva permanente. Pesquisa mostra que secadores super-rápidos passam satisfatoriamente  ao teste de segurança, mas não deveriam. A razão disso, é que os testes são feitos  em grandes laboratórios  que não dão a mesma impressão de concentração de som como de um banheiro público.

Fogos de artifícios podem causar perda auditiva

O som alto provocado por fogos de artifício pode causar perda auditiva, caso não seja usado protetor  auditivo. O nível de ruído produzido por fogos de artifício pode atingir  150 a 175 decibéis (dB). A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que a exposição máxima para adultos é de 140 decibéis e 120 dB para crianças.

Fogos de artifícios pode causar perda auditiva temporária ou permanente e som alto pode provocar  tinnitus.

Som de trompete prejudica a audição

Músicos profissionais de trompete trabalham em um ambiente prejudicial tanto a audição  como  à carreira. Uma pesquisa feita na Austrália mostrou que muitos trompetistas sofrem de perda auditiva induzida por ruídos e que menos de 1 em cada 5 profissionais usam protetor auricular.

Quando esses profissionais estão tocando eles se expõem de 81-90 decibéis  (dB) até 48 horas por semana.

Som alto prejudica as células nervosas no cérebro

A música não é prejudicial só para os músicos, como também para os ouvintes. Qaundo se escuta música no fone de ouvido há um grande risco de prejudicar as células nervosas no cérebro.

Pesquisadores da Universidade de Leicester no Reino Unido University of Leicester descobriram que música alta pode ter o mesmo efeito no cérebro que esclerose múltipla.

A pesquisa é a primeria a mostrar que células nervosas podem ser prejudicadas como resultado de exposição a ruídos. Quando fibras nervosas são expostas níveis acima de 100 dB elas perdem o revestimento da mielina, e como resultado os sinais eletrônicos nervosos são rompidos.

Perda auditiva induzida por ruídos pode ser revertida

Quando uma pessoa sofre de perda auditiva induzida por ruído a cóclea é prejudicada. Até o momento, perda auditiva induzida por ruídos tem sido visto como algo irreversível, mas uma nova pesquisa da Universidade de Medicina de Stanford (Stanford University of Medicine), tem mostrado o contrário.  

O estudo diz que se a perda auditiva for tratada imediatamente, após a exposição a ruídos, ela poderá ser reversível. A solução é regenerar a célula ciliada e nervosa, na cóclea, e tomar uma medicação correta após a exposição a ruídos. Com isso, os pesquisadores esperam ser capazes de limitar os prejuízos e reduzir perda auditiva induzida por ruídos.

Por favor use nossos artigos

Você será sempre bem vindo para indicar ou usar nossos artigos. A única restrição é que você forneça um link direto para o artigo específico que usar na página que nos citou/indicou.

Você não poderá, Infelizmente, usar nossas fotos, uma vez que nós não temos copyright delas, mas temos o direito de usá-las em nossa website