A perda auditiva está relacionada à idade

As células do ouvido se degeneram na medida em que a pessoa vai envelhecendo. E isso ocorre com todos nós, no entanto, algumas pessoas perdem sua audição mais cedo e mais rápido que outras.

Todos nós começamos a perder a nossa audição quando atingimos a idade de 40 anos. Um entre 5 adultos e mais da metade de toda população na faixa etária de 80 anos sofre de perda auditiva. Contudo, mais da metade das pessoas com problemas auditivos são àquelas que estão no mercado de trabalho.

A perda auditiva relacionada a idade é chamada de Presbiacusia e a maioria das pessoas com esse problema experimenta, primeiramente, um declínio na capacidade de ouvir altas frequências dos sons. A fala contém altas frequência de sons o que significa dizer que a Presbiacusia causa na pessoa dificuldade para ouvir o que os outros dizem. Os sons da fala com as mais altas frequências (agudos) são os utilizados com as consoantes s,t,k,p e f, cuja percepção se torna mais difícil para vítimas de presbiacusia.

A perda auditiva relacionada à idade pode ser hereditária, conforme algumas pesquisas feitas e fatores ambientais são também apontados como causa desse problema.

Sinais e sintomas de perda auditiva relacionados à idade

Quais são os sinais e sintomas de perda auditiva relacionados à idade? Existem, certamente, alguns sinais típicos a serem observados.

Perda auditiva relacionada à idade (conhecida também como presbiacusia) desenvolve-se de modo lento e gradativo, sendo assim, fica difícil perceber o declínio da capacidade de nossa audição.

Sintomas típicos

Na maioria dos casos, perda auditiva relacionada à idade afeta a habilidade de ouvir frequências de tons altos. Por isso, um sintoma típico de perda auditiva relacionada à idade constitui um problema para se ouvir  tons agudos, como de voz feminina de crianças, ou das consoantes, como s,t, k, p, b e f.

Outro sintoma comum de perda auditiva relacionada à idade está relacionado a dificuldade de se ouvir em situações com ruído de fundo, como festas, encontros sociais, reuniões, convenções, e em restaurantes.

Sons do cotidiano podem desaparecer

Você pode ter deixado de experimentar sons comuns do dia a dia.

Pergunte para si mesmo: Quando eu ouvi pela última vez o canto de um pássaro, o barulho do motor da geladeira, o beep do microondas, ou o som do barulho da chuva. Se você não escuta esses sons, isso pode ser um sinal de perda auditiva relacionada à idade.

Outros sinais e sintomas

Outros sinais e sintomas a serem observados podem ser:

  • Aumento de volume da televisão e rádio
  • Pedir as pessoas para repetirem o que disseram
  • Dificuldade de ouvir as pessoas quando estão distantes
  • Dificuldade  de ouvir um diálogo ao telefone
  • Não ouvir o toque de campainha ou de telefone
  • Certos sons apresentam-se demasiadamente altos
  • Zumbido no ouvido (tinnitus)

Se você tem experimentado alguns desses sintomas, é recomendável checar sua audição através de um teste auditivo. Você deve, pois, contatar seu clínico geral ou um audiólogo.

Tratamento de perda auditiva relacionada à idade

Como tratar perda auditiva relacionada à idade? Perda auditiva relacionada à idade pode ser curada?

Não há cura para deficiência auditiva relacionada à idade (Presbiacúsia), mas existem várias alternativas para  ajudar-lhe a manter uma vida normal.

Na maioria dos casos, perda auditiva relacionada à idade é tratada com o uso de aparelhos auditivos.

Perda auditiva relacionada à idade é normalmente tratada com um moderno aparelho auditivo digital. Em caso de perda auditiva muito profunda, ela pode ser tratada com implante. Não existe cura medicinal para perda auditiva relacionda à idade.

O uso de aparelho auditivo pode tornar a vida das pessoas, com perda uditiva relacionada à idade, melhor novamente. O uso de aparelho auditivo não restaura “a audição normal” da juventude. Ao invés, o uso de aparelho auditivo melhora a capacidade de ouvir de modo inteligente, fortalecendo a audição que ainda se tem.

Perda auditiva relacionada à idade, na maioria da vezes, piora aos poucos e desenvolve-se com o tempo, de modo semelhante como nossa visão muda com a idade. Por isso, é importante checar a audição com regularidade, e talvez também ajustar o aparelho auditivo, quando se tem perda auditiva relacionada à idade.

Causas de deficiência auditiva relacionadas à idade

A capacidade auditiva vai diminuindo na medida em que a pessoa vai envelhecendo. E algumas pessoas vivenciam isso mais cêdo que outras.

Deficiência auditiva relacionada à idade (Presbiacúsia)pode ser hereditária, segundo vários estudos realizados. Fatores relacionados ao meio embiente são conhecidos como responsáveis por essa enfermidade, como por exemplo, exposições constantes a ruídos foram comprovados  como tendo impacto siginificante quanto à deficiência auditiva relacionada à idade (Presbiacúsia).

Tabagismo é  um fator também muito provável no desenvolvimento de deficiência auditiva relacionada à idade (Presbiacúsia), enquanto que certos problemas de saúde e medicamentos podem contribuir para diagnósticos.

Seu médico pode realizar um exame físico completo no sentido de descartar problemas de saúde que possam causar deficiência auditiva.

Busque tratamento

Se você acha que tem perda auditiva relacionada à idade, é recomendável checar sua audição atravé de um teste auditivo. Contate seu médico, um clínico geral, ou um audiólogo. Esses profissionais da área de audição poderão ajudar-lhe a detectar se você tem perda auditiva relacionada à idade, e auxiliar-lhe quanto ao uso de um aparelho auditivo.