02 Outubro 2019

Adultos com deficiência auditiva correm risco elevado de ter depressão

Há aproximadamente um aumento de 50% de risco de depressão entre adultos com deficiência auditiva, segundo estudo.

Adultos com deficiência auditiva contam com aumento de risco de 47% de desenvolver depressão, aponta estudo australiano.

O estudo que é uma revisão sistemática e meta-análise de 35 outros estudos científicos, mostrou que deficiência auditiva está associada a um risco elevado de 47% de depressão entre adultos. Os 35 estudos realizados em 18 países consistem em um total de 147.148 participantes.

Consequências de deficiência auditiva

“Sabemos que adultos com deficiência auditiva evitam, com frequência, ocasiões sociais, como por exemplo encontros familiares, uma vez que eles têm dificuldade de ouvir as pessoas em ambientes ruidosos. E isso pode provocar solidão e problemas emocionais”, afirma o responsável pelo estudo, Blake Lawrence de um instituto  científico de audição na Austrália, Ear Science Institute Australia in Subiaco e a University of Western Australia, em Crawley  para a  Reuters.

“Nós sabemos que adultos com deficiência auditiva são mais propensos a experimentarem declínio cognitivo, e têm dificuldade de cumprir suas tarefas diárias, o que significa dizer que, isso representa um impacto negativo em se tratando de qualidade de vida, como também em aumento de risco de desenvolver depressão,” acrescenteu Blake Lawrence.

Estudos anteriores revelaram também que existe uma relação entre deficiência auditiva e depressão.

O estudo "Hearing Loss and Depression in Older Adults: A Systematic Review and Meta-analysis" foi publicado na  revista científica The Gerontologist, em 2019.

Fontes: The Gerontologist and www.reuters.com

Saiba mais: