A website número 1 no mundo em audição e perda auditiva
Desde 1999

22 de janeiro de 2019

Deficiência auditiva não tratada aumenta risco de demência e depressão

Idosos com deficiência auditiva não tratada correm grande risco de queda, demência, depressão, e outras doenças, aponta estudo.

Deficiência auditiva não tratada aumenta risco de demência e depressão

Pessoas idosas portadoras de deficiência auditiva não tratada têm uma estimativa de 50%  a mais de risco de demência, 40%  de risco elevado de depressão e quase 30% de grande risco de queda, comparado à pessoas sem deficiência auditiva, durante um período de 10 anos, revelou estudo americano.

O estudo mostrou também um aumento de 30% de risco de se ter ataque vascular cerebral,avc, como também 36%  de aumento de risco de infarto do miocárdio, entre participantes com deficiência auditiva não tratada, comparado à pessoas sem deficiência auditiva.

Comparado às pessoas sem deficiência auditiva, aqueles com deficiência auditiva, não tratada, tinham um diagnóstico de 3,2 vezes maior de demência, 3,6 mais suceptíveis à queda e um diagnóstico 6,9 a mais de depressão por 100 pessoas acima de um período de 10 anos, revelou o estudo.

O grande risco de comorbidades associadas à deficiência auditiva, não tratada, aumenta com o passar do tempo.

Dados da equipe responsável pelo estudo

Os pesquisadores da Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health, nos Estados Unidos, obtiveram seus resultados após analisarem informações da OptumLabs Data Warehouse, um grande conjunto de dados voltados para cuidado de saúde, incluindo mais de 150 mil recursos administrativos de 1999 a 2016 para adultos com 50 anos de idade, ou acima disso, inscritos em plano de saúde  particular americano e em planos de benefícios da Medicare. Os participantes foram observados entre os intervalos de 2, 5 e 10 anos.

Vários estudos anteriores têm revelado a relação entre deficiência auditiva, demência e depressão.

O estudo “Incident Hearing Loss and Comorbidity A Longitudinal Administrative Claims Study” foi publicado em JAMA Otolaryngology-Head and Neck Surgery, em 2018.

Fontes:www.medicalexpress.com,www.mcknightsseniorliving.com e JAMA Otolaryngology-Head and Neck Surgery

Por favor use nossos artigos

Você será sempre bem vindo para indicar ou usar nossos artigos. A única restrição é que você forneça um link direto para o artigo específico que usar na página que nos citou/indicou.

Você não poderá, Infelizmente, usar nossas fotos, uma vez que nós não temos copyright delas, mas temos o direito de usá-las em nossa website