18 Novembro 2019

Diversos problemas de saúde podem aumentar com níveis de deficiência auditiva

Deficiência auditiva aumenta o risco e nível de angústia, depressão, somatização e solidão, aponta estudo.

Um estudo holandês mostrou que deficiência auditiva está associada, de modo negativo, a níveis elevados de angústia,depressão, somatização e solidão em jovens e adultos. E quanto mais severa for a deficiência auditiva, maior será o risco de angústia, depressão, somatização e solidão.

O objetivo do estudo era examinar a associação entre o estado auditivo e saúde psicológica em adultos entre 18 e 70 anos de idade.

O estudo mostrou que há significantes associações prejudiciais entre o estado de audição, angústia, somatização, depressão e solidão.

Angústia e depressão

Para cada sinal de decibél (dB) de relação sinal/ruído, sigla em inglês, dB SNR, ocorre uma redução de 2% do estado auditivo, como também de angústia e somatização.

Depressão

A probabilidade de desenvolver depressão moderada e severa aumenta para 5% em cada redução de dB SNR  na audição.

Solidão

A probabilidade de desenvolver solidão severa ou muito severa, aumenta significantemente 7% para cada dB SNR de redução de audição.

Diferença entre grupos de idade

A diferença entre os grupos de idade mostrou diversas associações  entre  o estado de audição e saúde psicológica com solidão, sendo uma questão particular no grupo  de pessoas mais jovens , de 18 a 30 anos de idade. No grupo de 40 a 50 anos de idade, o número de associação era significantemente maior.

Sobre o estudo

Os dados apresentados foram de um estudo realizado pela National Longitudinal Study on Hearing (NL-SH), nos Países Baixos. A NL-SH é um estudo de pespectiva constante, longitudinal, que examina a relação entre dificuldade auditiva e esferas diferentes da vida. O NL-SH foi realizado através da internete, com participação de 1.511 pessoas. Os dados analisados, no  estudo, foram da NL-SH, e os mesmos foram coletados no período de novembro de 2006 a novembro de 2007.

No estudo, a situação auditiva foi identificada através de um teste de triagem auditiva, feito  pela internete. Foi realizado também um questionário autoaplicável  de saúde psicosocial  usando dados de questionários online.

O estudo  “The Association Between Hearing Status and Psychosocial Health Before the Age of 70 Years: Results From an Internet-Based National Survey on Hearing”, foi publicado na revista Ear and Hearing.

Fontes: www.ncbi.nlm.nih.gov e Ear and Hearing