27 Outubro 2014

Doença de Parkinson pode resultar em perda auditiva

Perda auditiva foi detectada como sendo quase duas vezes mais propensa em pessoas idosas com doença de Parkinson.

Uma estudo realizado por uma equipe de pesquisadores taiwaneses revelou que a incidência da doença de Parkinson era de 1,77 vezes mais propensa em um grupo de pacientes com perda auditiva, comparado a outro grupo de pessoas sem perda auditiva, ou seja, 3,11 contra 1,76  entre mil pessoas pesquisadas, respectivamente.

Utilizando dados de um programa nacional de saúde de Taiwan, Taiwan National Health Insurance Program, os pesquisadores taiwaneses estudaram no período de 2000 e 2010 aproximadamente 5 mil pacientes na idade de 65 anos ou acima disso, os quais foram recentemente diagnosticados com perda auditiva.

Fazendo uso de comparação com um grupo de aproximadamente 20 mil pessoas sem perda auditiva, os pesquisadores investigaram a incidência da doença de Parkinson no final de 2010 em ambos os grupos.

Como a doença de Parkinson afeta a cóclea

Sabe-se muito bem que perda auditiva está relacionada à idade, contudo, a doença de Parkinson também afeta a cóclea, que é um órgão sensorial da audição.

A dopamina é um importante neurotransmissor responsável para proteger a cóclea de exposições a ruídos e quando ausente  resulta em doença de Parkinson. Desse modo, quando a dopamina é insuficiente poderá prejudicar a cóclea, resultando em perda auditiva.

Sobre a pesquisa

A pesquisa foi publicada pela revista de saúde de neurologia europeia, The European Journal of Neurology, e contou com a colaboração dos pesquisadores das seguintes instituções de saúde: Taichung Tzu Chi General Hospital, China Medical University and College of Health Science in Taiwan.

Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov  and http://www.viartis.net

Leia mais: