19 Dezembro 2018

Fumantes correm grande risco de ter deficiência auditiva

Tabagismo está associado a alto risco de deficiência auditiva, revela largo estudo japonês.
Fumantes correm grande risco de ter deficiência auditiva

É um fato que tabagismo, de modo algum, é bom para nossa saúde, e estudo recente tem revelado que fumantes encontram-se também em alto risco de desenvolver deficiência auditiva.

Um estudo japonês realizado com 50.195 trabalhadores  japoneses  revelou que fumantes têm 1,6 chance (60%) de aumento de risco de desenvolver  deficiência auditiva em frequência alta e 1,2 chance (20%) de aumento  de risco de deficiência auditiva em baixa frequência, comparado com pessoas que nunca fumaram , dentre outros fatores relacionados, ruídos no trabalho.

O risco de ter deficiência auditiva, tanto  em frequência alta como baixa aumenta com o número de cigarros que se fuma durante o dia, segundo estudo. O estudo mostrou também um declínio de risco de deficiência auditiva após deixar de fumar, mesmo entre pessoas que pararam de fumar em menos de 5 anos.

Será que você passa em nosso teste auditivo?
Tente fazer nosso teste auditivo >
Será que você passa em nosso teste auditivo?
Tente fazer nosso teste auditivo >
Ouça a perda auditiva
Ouça a perda auditiva

Tabagismo é um fator de risco independente

”Nosso estudo, com uma amostra vasta de acompanhamento de avaliação longa, e com o objetivo de avaliar deficiência auditiva, forneceu  fortes evidências que tabagismo é um fator de risco de deficiência auditiva independente,” afirmou o responsável pelo estudo, Dr. Huanhuan Hu do Japan's National Center for Global Health and Medicine.

Sobre o estudo

O estudo incluiu 50.195 trabalhadores japoneses de 20 a 64 anos de idade que não tinham deficiência auditiva no início do estudo. Os participantes foram avaliados durante 8 anos. Pesquisadores analisaram dados anuais de checkups, os quais incluiram exames  auditivos feitos a partir de questionário técnico  com cada participante, voltado para sua saúde e estilo de vida. Os pesquisadores examinaram os efeitos da situação dos fumantes, como por exemplo fumantes atuais, antigos fumantes, como também aqueles que nunca fumaram. Fatores como número de cigarros fumados durante o dia, e duração do tempo  em que se parou de fumar durante a extensão de perda auditiva.

Durante o estudo de acompanhamento,3.532 indivíduos desenvolveram frequência alta de deficiência auditiva, e 1.575 desenvolveram frequência baixa de deficiência auditiva.

O estudo “Smoking, Smoking Cessation, and the Risk of Hearing Loss: Japan Epidemiology Collaboration on Occupational Health Study” foi publicado na Nicotine & Tobacco Research, pela imprensa da Universidade de Oxford.

Fontes: medicalxpress.com e Nicotine & Tobacco Research

Saiba mais:

Receba nossas notícias sobre audição

Se você deseja receber notícias nossas sobre audição e outros assuntos relacionados à audição, é só se inscrever no nosso boletim informativo.
Receba notícias atualizadas da Hear-it.