A website número 1 no mundo em audição e perda auditiva
Desde 1999

03 de abril de 2019

Mais da metade de todos os trabalhadores de construção têm deficiência auditiva

Segundo estudo, 55% dos trabalhadores americanos, do setor de construção, têm deficiência auditiva.

Mais da metade de todos os trabalhadores de construção têm deficiência auditiva

Um estudo realizado com trabalhadores americanos de construção mostrou que55% deles têm deficiência auditiva.

O estudo aponta que a prevalência de deficiência auditiva aumenta, rapidamente, com a idade. Pessoas abaixo de 45 anos  contam com uma cifra de deficiência auditiva de 16,1%, enquanto que a cifra de pessoas acima de 65 anos de idade chega a 86,4%.

Deficiência auditiva varia, consideravelmente, quanto à raça, ou seja, 30,2% entre trabalhadores afro-americanos, 49,5% entre hispânicos, 56% entre asiáticos, 61,7% entre caucasianos e 65,7% entre os que são classificados como povo do Alasca ou indianos.

Mulher x Homem

Mulheres são menos propensas a ter deficiência auditiva do que homens. O estudo mostrou que 22,8% das mulheres têm perda auditiva, comparadas a 60,9% dos homens. A baixa predominância de deficiência auditiva, entre mulheres, está relacionada ao tipo de trabalho que elas exercem, como também a pouca frequência à exposição a ruídos e altos ruídos, aponta estudo.

Duração de trabalho

A duração de trabalho aumenta, consideravelmente, risco de deficiência auditiva. Pessoas que têm trabalhado em construção por mais de 30 anos contam com um risco de 3,8 vezes a mais de ter deficiência auditiva, comparado às que trabalharam na construção por menos de 10 anos.

Exposição a ruídos

Ruído alto, ou muito alto foi associado significantemente à deficiência auditiva com um risco relacionado de 1,20 vez para pessoas expostas a ruídos acima de 90% do tempo.

Outros fatores de risco

Exposição a solventes orgânicos foi também significantemente associado à deficiência auditiva.

No estudo, tanto fumantes ativos quanto passivos estavam consideravelmente em alto risco de ter deficiência auditiva, comparados aos que nunca haviam fumado.

Risco maior para trabalhadores de construção

O risco de problemas auditivos, entre trabalhadores de construção, foi bem mais elevado do que  entre o grupos de controle de trabalhadores de indústria que tinham se exposto a ruído acima de 80 decibéis (dB).

Sobre o estudo

O estudo analisou mais de 19 mil trabalhadores que tinham participado no programa Building Trades Medical Screening Program (BTMed).

Testes audiométricos foram realizados com frequências de 500 a 8000 Hz.

Deficiência auditiva foi definida como frequência binaural  de limiar acima de 25 dB, calculada como articulação de índice de média entre frequências de 1,2,3 e 4 kHz.

O estudo “Hearing loss among older construction works: Updated Analyses” foi publicado na revista americana American Journal of Industrial Medicine, em 2018.

Fonte: American Journal of Industrial Medicine

Por favor use nossos artigos

Você será sempre bem vindo para indicar ou usar nossos artigos. A única restrição é que você forneça um link direto para o artigo específico que usar na página que nos citou/indicou.

Você não poderá, Infelizmente, usar nossas fotos, uma vez que nós não temos copyright delas, mas temos o direito de usá-las em nossa website