O ouvido humano não foi feito para ouvir som alto

Seu ouvido não pode se auto proteger de som alto.

Embora o ouvido tenha reflexos que o protegem contra certos tipos de ruídos, porém não há nada que possa ser feito quando o nível desse barulho está acima de 120 dB (decibéis). O tempo limite para essa proteção é calculado entre 30 a 40 milésimos de segundo, o que é muito pouco para proteger de ruídos produzidos pelo próprio ser humano.

A combinação de três diferentes fatores pode resultar em deficiência auditiva:

  • A duração de tempo que se está ouvindo
  • A aproximação do som
  • A altura em que a música está sendo tocada

Concerto de rock pode causar prejuízo à audição e surdez, tanto temporária quanto permanente. Muitas pesquisas têm comprovado que o uso de MP3 aumenta o risco de prejuízos e perda auditiva. Muitos jovens ouvem MP3 por um longo tempo e em alto volume.

Para músicos profissionais que chegam a ensaiar e tocar de 4 a 8 horas ao dia, o risco de prejudicar a audição é bastante grande. A música tocada nos cinemas, teatros e nas academias pode ser também prejudicial à audição,devido ao volume alto usado nesses locais.

O tipo de música que se escuta é irrelevante, a regra básica é o período de tempo que se passa ouvindo o som alto, pois desse modo, os músculos do ouvido interno irão ficar estressados e consequentemente cansados limitando, pois, sua capacidade de ouvir. E quanto mais você se expõe a altos ruídos, maior será a o risco de obter prejuízos auditivos permanentes.

Saiba mais:
Receba notícias atualizadas da Hear-it.