20 Dezembro 2019

Otosclerose produz com frequência tinnitus

Muitos pacientes com Otosclerose experimentam com frequência tinnitus, aponta estudo polonês.

Um estudo polonês realizado em pacientes com otosclerose revelou que 107 dos 157 pacientes com otosclerose (68,2%) têm tinnitus. Entre os participantes, 51 (47,7%) tinham tinnitus unilateral no ouvido( qualificado de cirurgia de estribo) e 56 (52,3%) tinham tinnitus bilateral. Os resultados mostraram também que  para 23,4% dos pacientes, tinnitus era um problema semelhante ou maior que deficiência auditiva.

Otosclerose

Otosclerose é causada devido ao crescimento anormal do ossículo, no ouvido médio, levando à deficiência auditiva. Otosclerose é um processo patológico crônico que leva a formação de osso esponjoso e fixação de estribos de platina na janela oval no ouvido.

Três questionários sobre tinnitus

A prevalência e seriedade de tinnitus foram testadas através de três questionários, em inglês: The Tinnitus and Hearing Survey (THS-POL), Tinnitus Handicap Inventory (THI-POL) and Tinnitus Functional Index (TFI-PI).

O questionário THS-POL revelou que 76,6% dos pacientes têm  maior problema com deficiência auditiva do que com tinnitus. Para 13,1% dos pacientes, tinnitus era um problema relacionado mais à deficiênica auditiva; e para 10,3% os efeitos negativos de deficiência auditiva e tinnitus estavam no mesmo nível. Entre os pacientes, 53% revelaram que não tinham problema com tolerância ao som, e para 15% o som era um pequeno problema, já 14% consideravam o som como um problema moderado, e 17,7% declararam que o som era um problema grande ou muito grande.

Os resultados do questionário TFI-Pl mostraram que 29,9% dos pacientes não consideravam tinnitus como um problema, para os outros 29,9% declaram que tinnitus era um pequeno problema, 20,6% encaravam tinnitus como um problema moderado, 15,9% afirmaram que tinnitus era um grande problema, e para 3,7% tinnitus era um problema muito grande.

O questionário THI-POL revelou que 14% dos entrevistados afirmaram que tinnitus impactava um pouco no seu dia a dia, já para 41%, sentia isso de um modo leve, enquanto que 23,4% declararam que tinnitus sentia um efeito de modo moderado, e 16,8% revelaram que o impacto causado por tinnitus era sério, e finalmente 47% revelaram que o impacto sofrido por tinnitus era catastrófico.

Duração de deficiência auditiva e tinnitus

Entre os participantes, os pacientes qualificados para o tratamento de otosclerose através de cirurgia com a idade de 18 anos ou acima disso a duração média de deficiência auditiva ( o tempo de detectação  entre deficiência auditiva até a cirurgia) foi de 10 anos e 3 meses. A duração de tinnitus era aproximadamente 7 anos, e 56 pacientes responderam ter tinnitus bilateral, enquanto que 51 afirmaram ter tinnitus unilateral. 

O estudo "Prevalence and Severity of Tinnitus in Otosclerosis: Preliminary Findings from Validated Questionnaires" foi publicado no The Journal of International Advanced Otology

Fontes: www.ncbi.nlm.nih.gov e The Journal of International Advanced Otology

Sign up! Get news updates from hear-it.org