Perda auditiva genética

São vários os tipos de perda auditiva, os quais podem se apresentar de diferentes formas como por exemplo a hereditariedade, mutações genéticas, problemas no desenvolvimento e função do ouvido.Estudo sobre o gen tem sido feito constantemente e novas descobertas têm contribuído para um maior esclarecimento sobre o assunto.

 A hereditariedade e fatores genéticos causam problemas de audição,dentre eles a Otosclerose, a Síndrome de Usher e Síndrome de Pendred.

Cientistas do mundo inteiro estão trabalhando no sentido de mapear a mutação genética associada com a perda auditiva, o que tem resultado constantemente em novas descobertas. Outras experiências têm sido feitas voltadas para a cura genética, o que se tornará em importante tratamento, no futuro, sendo provavelmente uma combinação com a cura da célula-tronco.

Mutações genéticas podem causar perda auditiva de diversas formas. A célula ciliada, localizada no ouvido interno, tem um papel importante na nossa audição e havendo transformações nessas células podem impedir que elas funcionem corretamente, resultando em perda auditiva.

Outras tranformações dos gens podem ser causadas por várias situações que não estejam relacionadas a fatores hereditários. Por exemplo, a deformação do ouvido interno, surdez de nascimento ou nos primeiros anos de vida (Síndrome de Pendred).

Fatores genéticos também podem deixar algumas pessoas mais suceptíveis a perda auditiva que outras. Os gens dessas pessoas as fazem ficarem mais predispostas a essa doença auditiva, causada por ruídos, medicamentos e infecções.