01 Outubro 2012

Perda auditiva relacionada a idade

A perda auditiva relacionada com a idade é um processo natural da idade que vai acontecendo com o tempo. O tratamento mais aconselhado para esse tipo de problema é o uso de aparelho auditivo, contudo, pesquisadores crêem que a música e hábitos alimentares podem atrasar e reduzir essa deficiência auditiva.
Perda auditiva relacionada a idade

Uma das maiores causas de perda auditiva está relacionada a idade e isso ocorre porque quando se envelhece as células ciliadas, que se encontram no ouvido, começam a se degenerar e vão paulatinamente  piorando, com o passar do tempo, processo natural que ocorre com todos nós à partir dos 40 e 50 anos.

Algumas pessoas perdem a audição mais cedo e mais rápido que outras, aproximadamente aos 50 anos podemos observar um grande número de pessoas com perda auditiva relacionada com a idade, conhecida como Presbiacusia, que é mais comum aos 60 e 70 anos e o tratamento é sempre o uso de aparelho auditivo.

Clínico geral

Uma pesquisa realizada mostrou que médicos australianos desempenham um papel pequeno têm que identificar perda auditiva relacionada a idade. Os pesquisadores descobriram que os níveis de identificação e administração de perda auditivade encontradas pelos clínicos gerais são relativamente baixas e aparentemente  poucos casos em que perda auditiva é identificada.

Dados comprovam que apenas 3 entre 1000 consultas com  clínicos gerais com pacientes com a idade abaixo de 50 anos está voltada para administração e perda auditiva relacionada com a idade.

Música

O estudo também sugere que o hábito de ouvir música, desde cedo, pode ser a explicação de pessoas envolvidas com música terem uma melhor saúde auditiva do que àquelas que não têm essa prática. Um americano cientista comprovou, através de uma pesquisa realizada por ele que  a mente humana pode ser treinada para superar problemas relacionados a perda auditiva provocada pela idade e que pessoas que têm a música, desde a infância,  como parte de sua vida têm mais facilidade de identificar determinados que as não envolvidas com música.

Ácido fólico reduz perda auditiva

Pesquisas indicam a correlação entre vitamina B e audição, o que significa dizer que o ácido fólico que é uma fonte natural de vitamina B9,  pode beneficiar  pessoas com problemas auditivos. O baixo nível de ácido fólico no sangue está associado ao aumento de 35%  de risco de se contrair perda auditiva.

Em 2009 pesquisadores descobriram que homens acima de 60 anos que consomem vitamina B através de alimentação e suplementos têm 20% menos chance de desenvolver perda auditiva que as demais pessoas e em 2007 um estudo feito com 728 homens e mulheres entre as idades 50 a 70 anos comprovou que oa ingestão de ácido fólico pode  impedir perda auditiva relacionada a idade.

Calorias

Baixas calorias podem também adiar Presbiacusia esses dados foram fornecidos por um estudo feito pela Universidade de Wisconsin-Madison, nos Estados Unidos(University of Wisconsin-Madison, ,US). Os cientistas fizeram experimentos com camundongos  e o resultado foi que 25% de redução de calorias pode ativar a enzima Sirt3, a qual é responsável pela preservação da audição. Embora a dieta chegue a adiar  perda auditiva em frequëncias diversas em camundongos normais, esse mesmo resultado não ocorreu com todos ratos carentes de Sirt3.

Leia mais:

Receba nossas notícias sobre audição

Se você deseja receber notícias nossas sobre audição e outros assuntos relacionados à audição, é só se inscrever no nosso boletim informativo.
Será que você passa em nosso teste auditivo?
Tente fazer nosso teste auditivo
Será que você passa em nosso teste auditivo?
Tente fazer nosso teste auditivo
Ouça a perda auditiva
Ouça a perda auditiva
Receba notícias atualizadas da Hear-it.