14 Novembro 2017

Uma entre três pessoas com a idade de 65 anos ou mais tem perda auditiva relacionada à idade

Um amplo estudo neerlandês confirma que cerca de 30% de todos os idosos têm perda auditiva relacionada à idade.
Uma entre três pessoas com a idade de 65 anos ou mais tem perda auditiva relacionada à idade

É do conhecimento de muitos que a predominância de deficiência auditiva aumenta com a idade. Nossa audição diminui na medida que envelhecemos, e para muitos, isso resulta em perda auditiva relaciona à idade, conhecida também como Presbiacusia.

Quando a pessoa atinge a idade de 60 e 70 anos, é um fato de que a deficiência auditiva torna-se cada vez mais predominante. Entre 30% de todas as pessoas  com essa idade afirmaram -no estudo- ter deficiência auditiva.

Predominância maior entre homens

O estudo neerlandês, Rotterdam Estudo, Rotterdam Study realizado com 4.743  mil pessos com a idade de 50 anos, ou mais, confirmam esses dados.

O estudo revelou que entre os participantes acima de 65 anos de idade a prevalência de perda auditiva mais elevada de 35 dB (decibéis) era de 30%. A prevalência entre homens era de 33%, e entre as mulheres era quase 29%.

Segundo o estudo, 21% dos homens  e 18% das mulheres tinham deficiência auditiva de 41 dB (decibéis), ou mais.

Os pesquisadores revelaram que em comparação a estudos mais antigos, sobre deficiência auditiva relacionada à idade, as mulheres tinham a audição siginificantemente pior que os estudos recentes. Os pesquisadores sugerem que  isso pode ser explicado pelo fato de que a mulher de hoje tem um estilo de vida semelhante ao homem, algo diferente do passado.

Correlação ao estado de saúde

Um estudo americano realizado com adultos com a idade de 65 anos ou mais, investigou deficiência auditiva associada com doenças comuns, e foi revelado que deficiência auditiva estava independemente associada à doenças como artrite, doenças cardiovasculares, diabetes e pressão alta.

No estudo, fez-se uma comparação com pessoas com e sem deficiência auditiva. As pessoas, por exemplo, com deficiência auditiva eram mais propícias a serem homens, de cor branca, e que tinham outras enfermidades fora a deficiência auditiva, e eram fumantes.

Sobre o estudo

O estudo de Rotterdam, The Rotterdam study, foi realizado entre 2011 e 2015, e o artigo “Prevalence of Age-related Hearing Loss, Including Sex Differences in Older Adults in a Large Cohort Study” foi publicado na revista Laryngoscope, em março de 2017.

O estudo americano The American study foi baseado em dados da The National Health Interview Survey (NHIS) entre 2011 e 2013, e consiste em dados baseados com mais 53 mil pessoas. O estudo “Hearing loss and associated medical conditions among individuals 65 years and older” foi publicado na revista Disability and Health Journal,  em junho de 2017.

Fontes: The Laryngoscope and Disability e Health Journal

Saiba mais:

Receba nossas notícias sobre audição

Se você deseja receber notícias nossas sobre audição e outros assuntos relacionados à audição, é só se inscrever no nosso boletim informativo.
Será que você passa em nosso teste auditivo?
Tente fazer nosso teste auditivo
Será que você passa em nosso teste auditivo?
Tente fazer nosso teste auditivo
Ouça a perda auditiva
Ouça a perda auditiva
Receba notícias atualizadas da Hear-it.